Os 4 melhores benefícios da dança para idosos

Sabemos a importância que atividades físicas têm em nossa vida. Quando pensamos em grupos específicos como idosos, elas se tornam ainda mais valiosas na manutenção de uma boa qualidade de vida.

É conhecido que muitas pessoas têm limitações para certos tipos de esporte, principalmente aqueles que envolvem maior uso de força e complexidade elevada. Por isso — e por fatores emocionais também — a dança vem se tornando uma opção cada vez mais indicada para pessoas na terceira idade.

No post de hoje, listamos as principais vantagens em começar a dançar. Avise para os amigos, família e qualquer pessoa que tenha interesse em mudar de vida.

Bem-estar emocional

Antes de listar os benefícios que afetam diretamente o corpo, é importante tocar em um assunto crucial para idosos: o bem-estar emocional.

Sabemos que com a idade, a solidão e limitações podem fazer parte da rotina. Ao praticar a dança, as pessoas entram em contato com um grupo de pessoas, tendo a possibilidade de fazer amizades, conhecer figuras novas e ter momentos de distração.

Veja os principais benefícios da dança para a mente:

  • melhora na autoestima;
  • prevenção ou controle de doenças, como depressão e ansiedade;
  • aumento na sensação de produtividade, utilidade e independência; o idoso não se sentirá tanto como um “peso” para seus familiares e poderá sentir que tem uma atividade só sua.

Possibilidade de encontrar um grupo de apoio

Ainda falando um pouco sobre a questão emocional que é ponto-chave ao praticar a dança, realizar atividades junto a grupos de idosos permite a criação de uma espécie de grupo de apoio.

Assim como jovens se dão bem com pessoas da sua idade de forma natural, os idosos têm suas particularidades, assuntos favoritos, formas de ver o mundo e desejos afetivos. E, com o passar dos anos, é possível que muitos dos amigos e parentes feitos durante a vida tenham se afastado ou até mesmo já tenham ido embora.

Por isso, qualquer atividade que estimule o contato com esse grupo aumenta as chances de encontrar novas amizades para trocar as principais dores e alegrias de toda a vida.

Benefícios da dança para idosos no cérebro

Você sabia que a dança pode melhorar a memória e concentração? É verdade! Durante a atividade, estamos estimulando pontos do cérebro que aguçam esses pontos.

Com a idade, a tendência é perder aquelas lembranças importantes — e as que não importam também — então, qualquer atividade capaz de provocar estímulos cerebrais é válida.

De acordo com um estudo da Faculdade de Medicina Albert Einstein, em Nova York, além da prevenção da perda de memória, dançar também auxilia em casos de Alzheimer.

Aumento do condicionamento físico

Em poucas sessões de dança, já podemos perceber uma melhora no equilíbrio. Idosos são muito afetados com a perda dele e aumento da fraqueza, o que provoca acidentes de forma frequente — e qualquer coisinha pequena pode se transformar em um problema.

Além disso, dançar aumenta a resistência, fortalece os músculos e até provoca uma melhora na balança, já que se trata de um exercício aeróbico.

Se você gostou deste post e confirma os benefícios da dança para idosos, é hora de continuar aprendendo sobre assuntos que podem melhorar a qualidade de vida dessas pessoas. Que tal empreender em 2020 em busca de uma nova rotina?

Marcações: