Dicas para poupar dinheiro em momentos difíceis

Momentos como a pandemia do novo Coronavírus, que já dura mais de dois meses no Brasil, se tornam ainda mais difíceis para os trabalhadores e pequenos empreendedores. Muitas pessoas podem pensar que se está difícil até mesmo receber o dinheiro, como é possível pensar em poupar?

O questionamento é válido e realmente é muito difícil pensar em fazer um pé de meia em tempos complicados como este. Mas, com algumas dicas importantes, você pode começar a mudar a rotina para que no futuro esteja pronto para juntar pelo menos um pouquinho.

Com hábitos simples, vamos te ensinar a poupar dinheiro no dia a dia. Veja só o que preparamos para você.

Compare preços

Esta dica vale para absolutamente qualquer coisa que você for comprar. Seja um litro de leite no supermercado ou uma cama nova para o quarto da sua filha, a comparação é uma das melhores formas de poupar dinheiro.

Muitas vezes, com a rotina apertada e o dia a dia impossibilitando longos períodos dedicados às compras, acabamos nos esquecendo de fazer a comparação. De toda forma, se você reservar um tempinho a mais para essa tarefa, poderá economizar muito dinheiro.

Veja como exemplo o mesmo modelo de um fogão com quatro bocas.

No primeiro site, ele é vendido por R$412 e, no segundo, o aumento de preço é de quase 60 reais!

Essa quantia já é muito valiosa e pode ser usada tanto para uma compra importante no supermercado, quanto para deixar na caixinha de reservas de emergência. Por isso, sempre que puder, faça o exercício da comparação.

Anote todos os gastos

Quando dizemos todos, é tudo mesmo! Comprou uma bala na padaria? Pode anotar também. Visualizar tudo o que foi gasto no mês é uma forma de entender para onde o seu dinheiro está indo.

Em tempos difíceis, pode ser o caso de rever alguns gastos específicos, infelizmente precisamos fazer escolhas para fechar o mês sem sufoco. Por isso, ter tudo anotado e organizado faz com que você separe aqueles gastos essenciais daqueles que podem esperar um mês ou dois para serem concretizados.

Anote também o valor que você recebe mensalmente, assim a proporção entre o que foi gasto e o que foi recebido fica bem mais clara.

Cuidado com o cartão de crédito

Este cuidado já deve acontecer na rotina normal, em momentos de crise, então, fica ainda mais importante prestar atenção com esse tipo de compra.

Às vezes, podemos nos esquecer que o cartão de crédito é uma forma de adiar o pagamento, mas que ele deverá ser efetivado caso você não queira acumular dívidas no final do mês.

Por isso, lembre-se sempre que for usá-lo do fato de que, em breve, a conta vai chegar. Pense duas vezes antes de fazer as compras — principalmente se forem de um valor alto que será dividido em várias parcelas.

Outro ponto de atenção é o cheque especial. Tente usá-lo apenas se for de extrema necessidade — como aqueles gastos que são necessários para manter o básico, evitando luxos — e lembre-se que com eles também vêm os juros e quanto mais tempo sem pagar, maior é a bola de neve.

Não se cobre demais

A vida já está muito difícil, para que se cobrar ainda mais? Isso não significa que você deve jogar tudo para o alto e sair gastando dinheiro descontroladamente, muito pelo contrário, mas faça o que é possível dentro da sua realidade.

Sabemos o quanto é difícil custar para pagar as contas no final do mês e ainda ouvir de pessoas com renda melhor que “todos devemos ter uma reserva de emergência”. Para quem ganha um salário mínimo e precisa cuidar de toda uma família, pensar em poupar pode parecer um sonho distante.

Com pequenos passos você já pode mudar toda a sua vida no futuro. Cinco reais economizados no supermercado podem se transformar em 100 no final do mês. Com esforço e dedicação, podemos conquistar a saúde financeira.

Se você gostou deste conteúdo, é hora de seguir lendo sobre assuntos pertinentes neste período difícil. Te convidamos a saber as melhores formas de lidar com a solidão, principalmente em uma época em que o distanciamento social é realidade para muitas pessoas.