Como os animais de estimação ajudam em momentos difíceis

Se você já chegou em casa triste por causa de um dia difícil, ou estava vivendo alguma situação complicada que durou um certo período, já pode ter percebido aquele contato especial com o seu animal de estimação.

Seja um pedido de carinho ou a simples presença por várias horas seguidas, a impressão de que eles praticamente sabem o que aconteceu e estão ali para ajudar não é à toa: estudos apontam que os pets realmente ajudam nesses momentos!

No post de hoje, vamos contar um pouco dessa história e mostrar, de forma prática, os principais motivos deles agirem assim e como esse ato é tão especial.

Percebendo os sentimentos do dono

Animais de estimação, como os cachorros, têm uma percepção nata sobre o ser humano. Isso significa que eles carregam consigo a capacidade de entender quando o seu dono está muito feliz — fazendo aquelas brincadeiras que todo animalzinho ama — e também quando as coisas não vão muito bem.

Essa percepção é um dos principais motivos pelos quais os pets são bons companheiros em momentos difíceis, já que são capazes de identificar e moldar suas atitudes de acordo com as ações e sentimentos dos seus donos.

Melhorando os níveis de hormônio

Nós, seres humanos, temos um hormônio chamado de ocitocina. Ele é conhecido popularmente como “o hormônio do amor”, é responsável por aumentar nosso bem-estar emocional, nos deixando confortáveis e mais felizes.

Estudos realizados em uma Universidade nos Estados Unidos apontam que um simples contato visual de cachorros com seus donos é capaz de aumentar o níveis desses hormônios no corpo. Quando estamos passando por momentos tristes e difíceis, é normal que a ocitocina esteja em falta, então eles são de grande ajuda.

Oferecendo distração

Depois de passar por um dia difícil — seja ele de qualquer tipo possível — temos certeza que o simples ato de chegar em casa e se deparar com um animalzinho feliz em te ver entrar pela porta já é de grande ajuda.

Além dessa conexão, desse laço que é reforçado a cada brincadeira e olhar, os animais de estimação são ótimas formas de se distrair e focar em amenidades do dia a dia, como fazer um carinho, brincar com uma bolinha ou simplesmente passar alguns minutos observando aquele pet.

Alimentando a empatia

Um estudo realizado na Universidade de Londres simulou três situações.

Pessoas estranhas aos animais foram posicionadas frente a eles. A primeira delas simplesmente ficou falando, a segunda cantou algumas músicas e a terceira delas começou a chorar.

A reação de uma parte significativa dos cães, que estavam realizando outras atividades no momento, foi a seguinte: eles pararam o que estavam fazendo e foram diretamente até aquele que chorava. De acordo com o estudo, isso representa traços de preocupação e empatia por parte dos animaizinhos.

Relembrando memórias positivas

Seja ao perder alguém, ao sentir saudade de alguma pessoa ou ao ter um dia difícil que em breve vai passar, podemos interromper os pensamentos difíceis — mesmo que por alguns segundos — ao observar nossos animaizinhos e nos lembrar de lembranças positivas.

Elas, por sua vez, sustentam a memória afetiva e são responsáveis por criar sentimentos positivos não somente pelos pets, mas também por outras pessoas que estavam presentes naqueles momentos de felicidade.

Não importa a forma, estudos e provas, sabemos o quanto nossos animaizinhos nos amam e estão ao nosso lado não importa o que aconteça. Os estudos existem para afirmar que sim, a impressão é real! Além de animais de estimação, os pets são ótimos companheiros.

Se você gostou deste conteúdo e quer continuar descobrindo outras curiosidades para se distrair, te convidamos a conhecer os melhores alimentos e receitas para melhorar a imunidade.